quinta-feira, 23 de julho de 2009

Chega de talvez

Quanto mais duvidar menos terá forças.
Enquanto agir com a possibilidade de enganos em mente, será enganado ao observar algum sucesso.
Manter a frieza de quem prevê as próprias conquistas é anular as vaias vindas da própria alma.

Eu perecebo que isso parece realmente contraditório em relação à postagem anterior, mas esclareço que o fim do egoísmo não é o fim da auto-estima, e sim a morte da prepotência no sentido pejorativo.
Sim, afirmo que existe bom significado para prepotência!
É do que eu tratava no primeiro parágrafo, é a confiança no poder que há em cada um de nós e que a primeira pessoa a acreditar em mim, sou eu.

Talto faz, talvez, não importa... QUE DERROTA !
Volto a dizer, como fiz em postagens mais antigas, isso é estratégia dos covardes, que preferem abrir mão do comando e das decisões sobre qualquer coisa a correr o risco de errar. - Principalmente quando se refere a si mesmo -.
São estas frases comuns dos "espertos", "modestos", "humildes"... Faça-me um favor !

Ai que saudades dos meus posts revoltados com atitudes comuns de pessoas comuns, como eu, você e qualquer outro imbecil do mundo. Abandonemos as atitudes e opiniões "em cima do muro".

Esse é o meu recado. Só para sair um pouco desse clima melancólico sentimental que ando me metendo nos últimos tempos, não que eu não goste - eles me enriquecem -.

3 comentários:

Báah - Thoughtless disse...

Ler esse post me fez bem... eu sou o tipo de pessoa que apesar de sentimental tem firmeza nas decisões.

Jéssicaa ;D disse...

saiba que sempre leio o seu blog. Está divino! sinto muitas saudades suas!

Lorena disse...

esse post é literalmente a sua cara!
HSUAHSUAHAUHSAU
é, eu também tava sentindo falta desses posts, eles combinam mais com você! haha