domingo, 19 de julho de 2009

Expectativas

Tenho necessidade de me proteger. Proteger-me de mim e de você. Proteger-me de nós.
Da onda avassaladora de novas sensações que não me prometeste, mas que estou a te cobrar.
Cobro porque sei que talvez não a traga por vontade própria até mim,
e não me submeta aos seus perigos.
Quero estar sujeita a tais perigos e sentir os arrepios do receio e do toque, ou do simples olhar...
Quero ter meu coração descompassado e as mãos suadas, frias... ávidas por te acariciar.
Mesmo que digam que é arriscado, mesmo que eu saiba que é arriscado, não vou me conter...
É um sentimento mais forte que eu e nem está lutando contra mim! Para que iria combatê-lo?!
Aliados, somos aliados e nesta aliança o comprometimento é comigo mesma antes de ser com você.
Quando não se pode suportar o sufocamento voluntário deve-se desistir do suicídio!
Mas... mas... e o orgulho??? Não supera.
Nada supera.
Tem alguma coisa diferente no ar, que me cerca... e entontece... manipula os sentidos com força e persuasão, mas eu estou completamente disposta a sofrer o que for necessário. Só não quero desperdiçar essa sensação tão prazerosa pelos seus mistérios.
Não quero usar palavras hostis para não sujar meus dedos com impurezas que abandonaram meu coração e o deixaram leve... Leve para voar até o seu e compartilhar o sublime amor mútuo.
Não foi suficiente, mas as palavras ainda podem sintetizar a essência do confuso misto de irracionalidades humanas... Mas jamais explicá-lo.

3 comentários:

Báah - Thoughtless disse...

"Quando não se pode suportar o sufocamento voluntário deve-se desistir do suicídio!"

Agora eu entendo o porque de ter desistido.

Guida Sousa disse...

às vezes amamos mais a idéia do que queremos e esse querer é quase suficiente ao dois, até que nos deparamos com uma barreira: haverá ou não reciprocidade? e a ausência vai incomodar a tal ponto? é um suicídio consciente e resignado, mas do qual também não abro mão. ;)
fez uma síntese fantástica disso.

FatoSempalavras. disse...

Ainda bem que vc ñ se acnsa de escrever...ainda bem, o dia que se cansar me deixará orfão de belas palavras, de sentimentos tão reais.

Vc é a prova viva de que tudo que há de melhor numa dama ainda existe!

Parabéns!!!