domingo, 13 de setembro de 2009

É essa a luz do céu brilhante

É essa a luz do céu brilhante.
Tão forte, tão linda, tão essencial.
Traz a vida, o calor, a maravilha do brotar, a maravilha do evaporar para condensar e por fim, chover.
Quero que mantenha aquecido meu coração, que anda tão ocupado com um amor assim, meio desajeitado, que eu escolhi para ter.
A simplicidade nem sempre é usufruir do pouco disponível, a simplicidade também pode ser a percepção da magnitude imensurável do que está nos sendo dado quase sem cobrança por recompensa.
A natureza só exige gratidão, que deveras é normal para o que aproveita tanto dessa linda generosidade.

5 comentários:

Lorena disse...

é, você tá mesmo "zen"! HUSAHUSHSAU
mas continua maravilhooosa, cara!
parabéns, mais uma vez.

EU vs EU MESMO disse...

Muito lindo.

Eu amo o produto de sua escrita, o trecho de que mais gostei foi o do amor desajeitado,...

Eu concordo com você, no sentido de termos olhos para vislumbrar o macro e o micro.
Obrigado pelo texto.

Felipe Freitas disse...

O texto é lindo. O Sol tbm. Mas eu prefiro a Lua.

kenco disse...

Bom texto. Nossa.

Anônimo disse...

muuuito lindo o texto! amei, de verdade :)
Carol Ribeiro :)