sexta-feira, 23 de julho de 2010

Hoje será ontem amanhã

*Pausa para respiração longa e profunda*

Então, comece a descrever teu dia. Você pode começar de quando acordou, ou, se preferir, de quando levantou. Sim, pois... Há uma infinidade de coisas entre o acordar e o levantar.

A propósito, prossigamos.
Conheço bem meus sintomas quando acordo da forma como acordei hoje.
Olho para o espelho durante muitos minutos e não me vejo! Apenas encaro um rosto que não é o meu, não me reconheço nele...
Será que rejeito a minha imagem ou tenho problemas de memória? Sei que deveria me achar ali na frente, mas só encontro um reflexo. Um reflexo sem compatibilidade alguma com o que eu esperava de mim mesma.
Devo mesmo estar mudando... Ou me perdendo.

Mas falavámos de como foi meu dia.
Bem, não sei por qual dos inícios optar. Eu não me recordo com detalhes de como foi o despertar. Sei que ainda guardo a sensação de querer dormir mais, mesmo sabendo que as 11 horas que passei na cama são mais que suficientes. Não tive um café da manhã muito agradável. Meu amado gato subiu na mesa e roubou o último pedaço de queijo. Eu não sabia que gatos gostavam de queijo, talvez não gostem mesmo e Frederico só tenha feito isso para me tirar do sério.
Conseguiu.

Não sei mais. Acho que não preciso mais descrever meu dia.
Queria contar uma estória engraçadinha, mas não tenho ideias.
Pensei tanto em ontem (ontem foi muito bom!) e também pensei em como será amanhã e os próximos dias que virão, que, sinceramente, não sou capaz de dizer sobre o hoje.

Deixa o hoje acabar para que se torne ontem e eu possa fantasiá-lo.

5 comentários:

Gu Paiva disse...

Que tudo! Jogo de palavras... e me identifiquei quando vc fala que não se reconhece ao levantar. Eu tenho essa impressão... há um espelho bem na frente da minha cama, é esquisito ser eu mesmo a primeira coisa a se ver todo dia.
Curti!

Yasmin Silveira disse...

Fantástico seu blog! Gostei mto da sua maneira de escrever! Ja sou uma seguidora! Sucesso!

http://orasbolotas.blogspot.com/

- B. disse...

Gatos gostam de queijo. Eu sei, isso é estranho. Minha gata adorava roubar o meu. T.T

Lindo blog, lindo texto. Voce tá tão no caminho certo, *______*

Felipe Braga disse...

Poucos conseugem brincar com ideias e palavras e manter o sentido desejado.
Você, tão nova, sabe como inquietar uma mente através de um texto.
Fantástica, Bárabara.
Beijos.

http://karenmatias.blogspot.com/ disse...

Minha cabeça quase deu um nó! eheheh
Muito bom o texto!
Bjo