sábado, 22 de agosto de 2009

Reciclagem

Tire as suas lágrimas do meu caminho
Porque o meu sorriso quer passar
Não inunde a avenida do destino
Nem envergonhe minha alegria
Ostentando o estandarte do pesar

Ponha para fora os seus espinhos
Mas os exponha bem longe da minha flor
O que não come o passarinho
Vira restos aproveitados pelo amor

10 comentários:

Donizildo disse...

Mto lindo isso Barbie!
Bj

Friedrich Brandt disse...

Simples e direto.
Nada de subjetividades indecifráveis.
As vezes, é a maneira certa de se encravar palavras no mundo.
Devo fazer assim também.

Bia Petri disse...

Bárbara,

Parabéns por seu blog!

Quando quiser postar um texto no Nosso CP2, é só me mandar por email (petri.bia@gamil.com).

Beijos.

M. A. disse...

Dá samba ;)

Victor Guida de Freitas disse...

Você escrevendo em versos?! oO
Que surpresa!
Está ótimo Bárbara.
Bjs

T.L. disse...

Hey, gostei.
Experimenta musicar ;)

Lorena disse...

aaaadorei! muita "musicalidade"!
ameeeei mesmo *-*

Caroline disse...

vc vai longe :D

Usui de Itamaracá disse...

q isso, hein! ;)

Selma disse...

Bárbara, em primeiro lugar,parabéns. Gostei demais do seu blog.
Adorei sua forma de escrever, especialmente de "Reciclável".
Tem futuro hein moleca??!!
Bj.