quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Jamais vire as costas para o mar.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
. COMPLETE.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

5 comentários:

FatoSempalavras. disse...

O silêncio das palavras falam muito mais...

;)

"o mar, quando quebra na praia...é bonito, é bonito..."

Felipe Braga disse...

Reticências sem fim. Nesse caso, uma plenitude de significados.

Beijos.

Mel. disse...

Ah, bem concreto esse, hein?


Gostei!

billy disse...

...e levei num caldo.

Izabella Viana disse...

poesia concreta haha *-*