domingo, 10 de outubro de 2010

Meu Sonho (Cecília Meireles)

Parei as águas do meu sonho
para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos
ficou por cima, a procurar...
Os pássaros da madrugada
não têm coragem de cantar,
vendo o meu sonho interminável
e a esperança do meu olhar.
Procurei-te em vão pela terra,
perto do céu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,
por que insisto em te imaginar?
Quando vierem fechar meus olhos,
talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,
e que vens, se o tempo voltar.

-----------------------------------------------

Cecília Meireles. Sem mais.

5 comentários:

Franck disse...

Cecília Meireles, para uma noite de domingo e começo de semana, muito bom!
Abçs!

DeFatto! disse...

A Cecília é incrível mesmo, parabéns!

Fran disse...

Triste, mas romântico.
Gostei.
Beijos.

FatoSempalavras. disse...

Cecília?

Quem é ela?

Ah, conheço Bárbara.

Se vc não colocasse o nome dela, seria bem difícil alguém notar que não fora escrito por vc!

Sabes que sou teu fã!

Te adoro.

Stéffani Priscila Rocco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.